"Eu estou aqui para confundir, e não para explicar!" (Chacrinha)

sábado, 1 de setembro de 2012

13 - RITA LEE - ROBERTO CARLOS - ERASMO CARLOS - CAETANO VELOSO




1° de setembro de 2012.
Rita Lee

 
Rita Lee e Roberto Carlos

 
Rita Lee e Erasmo Carlos

 
Rita Lee e Caetano Veloso



 
RITA LEE E OS  FLERTES DA  TROPICÁLIA COM A  JOVEM GUARDA
 
 

 
 E a Jovem Guarda, "rrrealllmente", ainda dá pano pra manga. Aqui neste
blog já apareceu algumas vezes, e ainda aparecerá muitas outras.
A música pop dos anos 60 no Brasil, na época chamada apenas de rock,
ou de iê-iê-iê (um aportuguesamento do yeah yeah yeah, do baking vocal
dos Beatles), como toda música pop, com o passar dos anos, ficou ...
"cafona". Para os mais jovens, Jovem Guarda é aquele momento do baile
de formatura em que os tiozinhos "enlouquecem" na pista de dança. Mas
essa música nunca deixou de ser matéria prima para outros artistas, como
a cantora Rita Lee, que nos anos 60 fazia parte de outro movimento, a
Tropicália, mas que nos anos 70 radicalizou sua verve rock and roll
(com o grupo Tutti Frutti), ao contrário da maioria dos integrantes da Jovem
Guarda, que seguiram a linha romântica, e logo passaram a ser vistos como
"cafonas", e posteriormente como "bregas".
A própria Rita, com o advento do Rock anos 80 no Brasil, acabou entrando, quem
diria, na categoria "ultrapassada". Mas Rita, apesar de vir de outro movimento,
sempre prestigiou a Jovem Guarda, e neste post vamos mostrar alguns momentos
dessa aproximação, com Roberto, Erasmo, e inclusive com uma participação de
Caetano Veloso (sempre ele, como eu sempre digo).
 
 
 

Clique aqui e escolha a sua no Site TonyGifsJavas.com.br
 

 
 
 
SPLISH SPLASH - RITA LEE
(comp: Bobby Darin-versão: Erasmo Carlos). 
 
Pra começar, vamos ver Rita Lee interpretando uma música do capixaba
Roberto Carlos, gravada pelo rei em 1963 no álbum intitulado com o mesmo
nome da música.
O vídeo de Rita Lee, com o grupo Tutti Frutti, foi gravado durante o Hollywood Rock
de 1975. Rita explode em sensualidade. Recém saída dos Mutantes, que seguiram
o Rock Progressivo, Rita investe no Glam Rock, ou Glitter.
Se a Inglaterra tinha os Beatles, nós tivemos os Mutantes, e se lá eles tinham
David Bowie, aqui nós tivemos, e habemus Rita Lee. Amém!
 
  
 Rita Lee
 
 
 
 
MINHA FAMA DE MAU - RITA LEE
(comp: Erasmo Carlos/ Roberto Carlos).
 
Rita Lee Jones nasceu em 31 de dezembro de 1943, em São Paulo. Em 1967
gravou seu primeiro álbum com os Mutantes, banda que ficaria até o início dos
anos 70, quando passou a se apresentar com o Tutti-Frutti.
Se, para a paulistana Rita, o carioca Erasmo é o pai do Rock nacional, pra todo
mundo Rita é a rainha. Ela já disse que não gosta do epíteto; acha-o "cafona"(!!!). 
Adorei! E aqui a rainha interpreta um clássico do pai do "menino", e aproveita a ocasião
para lisonjear o "bandidão", que no jargão dela deve ser o mais alto elogio emanado
por sua "cafona" majestade. 
 
 
 

 
Rita Lee
 
 
 
MINHA FAMA DE MAU (2) - ERASMO CARLOS 
(comp: Erasmo Carlos/Roberto Carlos).
 
Rita Lee gravou esta música com Erasmo em um disco do "mestre" somente
com duetos, "Erasmo Carlos Convida", de 1980.
Originalmente foi gravada por Erasmo no disco "A Pescaria", de 1965.
E recentemente o Tremendão escreveu um livro de memórias com esse
mesmo título. Aqui o "bandidão" Erasmo interpreta a canção com "Os Trapalhões".
Divirtam-se!



Erasmo Carlos
 
 
 
 
É PROIBIDO FUMAR - RITA LEE
(comp: Roberto Carlos/Erasmo Carlos).
 
Música gravada pelo Rei Roberto em 1964, no álbum "É Proibido Fumar".
Em 1977 Rita gravou esta música no álbum "Refestança", que foi o registro
de um show em que ela dividia o palco com o baiano Gilberto Gil. O disco
é maravilhoso, e Rita, que se encontrava no auge de sua fase roqueira,
volta um pouco às suas origens tropicalistas. 
 
 
 
Rita Lee
 
 
 
 
EU SOU TERRÍVEL - RITA E CAETANO
(comp: Roberto Carlos/Erasmo Carlos).
 
É claro que o também baiano Caetano Veloso não poderia faltar por aqui, e
em grande estilo. O encontro aconteceu em um show de Rita Lee, em 2000.
A música foi gravada originalmente em 1967, por Roberto Carlos,
no disco "Roberto Carlos em Ritmo de Aventura".
 



 
 

Rita Lee e Caetano Veloso
 
 
 
 
MEDLEY -  RITA LEE E ROBERTO CARLOS.
 
E no especial de Fim de Ano do Rei, em 2008, a rainha do Rock compareceu
com toda sua comitiva, e o encontro pode ser considerado um "clássico"
da música brasileira. Rita e Roberto intercalaram seus sucessos e o
resultado foi uma "brasa", mora? Além de representar a união de dois
grandes artistas, o encontro representa o encontro do cantor que é
campeão de vendas de discos no Brasil (com mais de 120 milhões de
discos vendidos) com a cantora campeã (com mais de 55 milhões),
segundo o site Globo.com, revelando uma lista de apuração
da ABPD. Segunda esta lista Rita fica atrás apenas do próprio Roberto,
de Tonico e Tinoco e de Nelson Gonçalves. Confiram:
-a-artista-do-sexo-feminino-mais-bem-sucedida-no-brasil/
 
 
 
 
Rita Lee e Roberto Carlos

 
 
 
 Clique aqui e escolha a sua no Site TonyGifsJavas.com.br
 
 
 
E enfim chegamos ao final de mais uma postagem. Nesta que foi
uma verdadeira confraternização entre a Jovem Guarda e a Tropicália. 
Sempre houve uma preferência pela "turma do bom-gosto" em favor
da Tropicália, e essa turma sempre torceu o nariz para a música da Jovem
Guarda. Mas o mesmo não ocorre entre os artistas dos dois movimentos,
que nunca entraram nessa discussão e sempre se respeitaram. Também
Gal e Bethânia gravaram músicas de Roberto e Erasmo.
Entre Jovem Guarda e Tropicália há um diálogo que tem tudo a ver com o 
espírito do Cafonália.

Bom, tá tudo muito bom, mas... quem vai querer a melancia da Rita Lee e
o pepino do Roberto Carlos?
Alô, Alô ...

Abraços cafônicos!


Kid Cafona



Postado em 1º de setembro de 2012.
 
  
 
 
boneca_div_019.gif


 

Nenhum comentário:

Postar um comentário