"Eu estou aqui para confundir, e não para explicar!" (Chacrinha)

sexta-feira, 22 de março de 2013

21 - BONDE DO ROLÊ - CAETANO VELOSO - ROBERTINHO DO RECIFE - FRANCIS LINEL

21 de Março de 2013.

Bonde do Rolê
 Bonde do Rolê (formação original)


Caetano Veloso

 Robertinho do Recife


Francis Linel




 1 ANO DE CAFONÁLIA E O FUNK EXPORTAÇÃO DE CURITIBA

21 DE MARÇO



Depois de um ano rodando o Brasil e alguns países em busca do melhor da fina  cafonice, o CAFONÁLIA volta pra Curitiba pra comemorar seu primeiro aniversário em casa. E quem diria que o funk carioca ganharia o mundo na versão curitibana da coisa! Pois é, a galera do BONDE DO ROLÊ, de Curitiba, mostrou a língua pra caretice e mergulhou de cabeça no funk, misturando com rock e outros ritmos e ... deu no que deu, ou seja, sucesso!! Parece incrível, mas nossa fria cidade se destacou justamente com o ritmo quente do funk, parindo aquilo que vamos chamar aqui de "FUNK EXPORTAÇÃO", já que eles viraram sensação pelo mundo com suas divertidas canções. O grupo regravou com CAETANO VELOSO uma música gravada nos anos 80 por ROBERTINHO DO RECIFE; veremos aqui as duas versões. E pra finalizar com chave de ouro este post de aniversário vamos conferir o francês FRANCIS LINEL com uma deliciosa homenagem a Curitiba. Voilà!!   





niver_154.gif



"OFFICE BOY" - BONDE DO ROLÊ

O grupo surgiu em 2005, em Curitiba, tendo em sua formação original Rodrigo Gorky, Pedro D'Eyrot e Marina Vello. Após disponibilizar algumas músicas no MySpace, logo foram descobertos pelo público, imprensa e produtores nacionais e estrageiros. Neste vídeo vamos conferir os curitibanos arrasando em Londres com Office Boy.

Bonde do Rolê



"SOLTA O FRANGO" - BONDE DO ROLÊ

Em 2006 lançaram um CD promo e um vinil pelo selo Mad Decent, do DJ americano Diplo; foi a senha para a carreira internacional. As letras, digamos, picantes pagam tributo à matriz carioca, mas não postarei aqui as mais "cabeludas" para não perder minha fama de "cafona". Vamos ver agora o clip da "comportadinha" Solta o Frango.


Bonde do Rolê




"KILO" - BONDE DO ROLÊ

A repercussão do disco nos Estados Unidos não poderia ser melhor. A Rolling Stone americana escolheu o trio como uma das dez bandas do mundo inteiro para se ligar, e o grupo ainda recebeu elogios do New York Times. E o Bonde ainda se apresentou em várias cidades da Europa. Mas em 2007 a vocalista Marina deixa a banda. Vamos então confeir mais um clip, agora com a nova cantora: Laura Taylor.   


Bonde do Rolê


"BABY DON'T DENY IT" - BONDE DO ROLÊ E CAETANO VELOSO

E não é que o Caetano já está de volta neste blog!! Fazer o quê, o homem só anda bem acompanhado! O cantor baiano topou dividir os vocais de uma música de sua própria autoria em parceria com Robertinho do Recife, que a gravou nos anos 80 (originalmente batizada como "Baby Doll de Nylon"). Vamos ver como ficou...


Bonde do Rolê


"BABY DOLL DE NYLON" - ROBERTINHO DO RECIFE

Aclamado nos anos 80 como o "melhor guitarrista do Brasil", Robertinho gravou vários discos, e em um deles esta pérola composta por ele e por Caetano. A música lembra muito  alguns ritmos populares como a guitarrada do Pará e a música brega dos anos 70. A melodia e a letra são contagiantes! O vídeo é uma montagem disponibilizada no YouTube, que não é de minha autoria, mas que ficou ótima. Aliás os dois astros do pop/rock mundial mostram nesse vídeo que também entendem de uma fuleiragem, com todo o respeito!! Lógico que aprovei!!



Robertinho do Recife


" MONSIEUR LE CONSUL A CURITYBA" - FRANCIS LINEL


E pra finalizar a postagem uma bela homenagem à nossa cidade feita pelo francês Francis Linel em 1969. A letra é pérola das pérolas! E a simpatia do cantor é um show à parte. E o que são essas baianas curitibanas?! Trés chic!!

Francis Linel




niver_154.gif



Finalmente chegamos ao nosso primeiro aniversário, com 21 postagens, muita música boa e muita dicussão sobre os limites entre o "bom gosto" e o mau gosto". É claro que pra mim não existe limite nenhum, mas gosto de investigar esses limites impostos pela distinção social. Olha o funk, por exemplo; não é cafona, porque não é antigo e nem ultrapassado para isso. Tampouco não é brega; falta romantismo pra isso. Mas cai naquilo que poderiam chamar de marginal, ou maldito, assim como o foi o samba, o tango, o jazz, e até mesmo o rock em seus primórdios. E isso nos interessa! Mas nesta postagem já vemos que a coisa começa a mudar, com o funk penetrando na classe média e no reduto da MPB.
 Estivemos em várias regiões do país e em alguns outros países; escutamos os mais diversos cantores, aclamados, desprezados, conhecidos e desconhecidos. Aproveitamos pra lembrar que o objetivo é sempre a diversão, o respeito, a divulgação de nossos "valores cafonas" e, claro, a tietagem aos artistas citados. E nunca é demais lembrar que preconceito musical é puro esnobismo!!


Abraços Cafônicos,
 um viva ao Cafonália
e a todos os cafonas do mundo. 
iuhuuu!!!!!      


Kid Cafona
 


niver_022.gif


 



Nenhum comentário:

Postar um comentário