"Eu estou aqui para confundir, e não para explicar!" (Chacrinha)

quarta-feira, 17 de abril de 2013

22 - DANIELA MERCURY - CHICO CÉSAR


17 de abril de 2013.

Daniela Mercury

Chico César


BACK TO BAHIA


A cantora da postagem de hoje não é cafona e nem
brega, mas é muito, muito popular; tão
popular que agrada todos os gostos. É
realmente um fenômeno, uma estrela que transita
por qualquer classe social, desafiando as teorias
do gosto. E como tudo o que é popular é de
interesse deste blog, não poderíamos deixar de
prestar nossa homenagem a uma das cantoras
mais fantásticas deste país: DANIELA MERCURY.
Na última semana ela entrou em evidência ao falar
sobre sua vida particular, o que não era de seu feitio,
 mas como a causa era justa, ela peitou a opinião
pública e mostrou que, além de talento, tem muita
atitude! Daniela vem da mais alta linhagem da MPB,
da linhagem baiana que inclui Dorival Caymmi, João Gilberto,
Caetano, Gil, Bethânia, Gal, Moraes Moreira,
entre tantos outros, configurando uma aristocracia musical 
que já foi chamada de Máfia do Dendê (*).
Mas ela jamais foi considerada uma cantora elitista, como os demais.
Muito pelo contrário! E para acompanhá-la neste post, o grande
Chico César! Ave César da Paraíba! Seja bem-vindo meu rei...
e minha rainha!! Axé babá!!


( * )Expressão cunhada por Tognolli.



barra_018.gif




carnaval_36.gif





SWING DA COR 

A mãe era uma assistente social de ascendência italiana e o pai um mecânico
português, e com essas origens europeias nascia em 28 de julho de 1965 Daniela
Mercuri de Almeida, que ficaria famosa  pelo mundo como DANIELA MERCURY,
 a mais brasileira das brasileiras, ou a mais baiana das baianas. Esta
música é de seu primeiro disco solo, que trazia seu nome como título, de 1991.
O vídeo é de 1992. Vendo essas imagens eu me pergunto: onde é que eu estava 
nessa época que perdi essa festa alucinante?!



Daniela Mercury





O CANTO DA CIDADE

Em 1992 Daniela lança seu segundo álbum: "O canto da cidade", que trazia a música de
mesmo nome. O disco vende mais de dois milhões de cópias e Daniela se torna  
uma susperstar, chamada pela mídia como o "furacão da Bahia". Neste vídeo, gravado
anos mais tarde, ela fala sobre o início de sua carreira, e se emociona.


Daniela Mercury




BATUQUE

Daniela frequentou aulas de dança desde os 8 anos de idade. Aos 15 anos
iniciou a carreira de cantora cantando nos bares de Salvador.
Esta música também fez parte do álbum "O Canto da Cidade", de 1992. 
O vídeo é de 1993. 

Daniela Mercury


ILÊ PÉROLA NEGRA

Música gravada no disco "Sol da Liberdade", de 2000. O vídeo é de um show em
San José, na Argentina, em 2012.

Daniela Mercury


À PRIMEIRA VISTA

Composição de Chico César, gravada no álbum "Feijão com Arroz", de 1996.
O vídeo é de um show em Stuttgart, na Alemanha, que teve a participação
especial do compositor paraibano. Eu adoro esta música! Melódica,
romântica, linda...

"Quando me chamou eu vim,
Quando dei por mim estava aqui,
Quando lhe achei me perdi,
Quando vi você me apaixonei..."


Daniela Mercury e Chico César




SOU REBELDE

Esta postagem está ficando muito chic pra este blog, e antes que eu
perca meu prestígio e meu sobrenome, vamos conferir Chico César com
um clássico da música brega; aliás uma interpretação que foi
sugerida pelo colega Antônio, no post n° 17. Com vocês: "Sou Rebelde", com
Chico César e orquestra. Orquestra?!

Chico César





barra_018.gif




carnaval_36.gif



A música da Bahia sempre ocupou um lugar de destaque dentro da música brasileira,
como sinônimo de qualidade e refinamento. Cantores e compositores
baianos sempre estiveram  nas mentes e nas "vitrolas" dos brasileiros de
"bom-gosto".
Todavia, esses nomes não chegaram a ser unanimidade entre o "povão".
Daniela Mercury mudou esse cenário. Tornou-se um fenômeno e unanimidade
nacional. Agradou todo mundo e popularizou um estilo musical que florescia na
 Bahia: o samba-reaggae, mais tarde batizado de axé music, ou música axé.
E o carnaval da Bahia, que já vinha alcançando popularidade nacional,
com Daniela Mercury e com os demais nomes do movimento Axé, como
Luiz Caldas, Carlinhos Brown, Olodum, e tantos outros, acabou se tornando
um  evento tão famoso quanto o internacional carnaval do Rio.
Daniela Mercury, a "rainha do Axé", na trilha de Sara Jane, foi a primeira
das "baianas popstars", como seriam Ivete Sangalo e Cláudia Leite.
Em sua carreira internacional, chegou a receber rasgados elogios da escritora 
feminista norte-americana Camille Paglia, que disse que Daniela é a artista
que Madonna gostaria de ser.
Vai ter de comer mais feijão com arroz, loira!!


Abraços Cafônicos!!


Kid Cafona

 

 

 

carnaval_47.gif

 
 Fonte:
www.danielamercury.art.br
 www.chicocesar.com.br

2 comentários:

  1. Bem legal a postagem!
    Bom blog.
    Abraço,
    Zuza Zapata
    www.zuzazapata.com.br

    ResponderExcluir